Catarata

A catarata é uma opacificação do cristalino, lente normalmente transparente do olho, que leva a dificuldade em enxergar, podendo afetar um ou os dois olhos.

Sintomas
Os sintomas dessa patologia podem incluir cores desbotadas, visão embaçada, halos, sensibilidade à luz e dificuldade para enxergar à noite. A visão nublada causada pela catarata pode dificultar a condução de um carro (especialmente à noite), a leitura, caminhadas (quedas frequentes) ou para ver a expressão no rosto de uma pessoa.
 
Possíveis Causas da Catarata

A maioria dos casos de catarata desenvolve-se lentamente com o passar dos anos, não incomodando a visão no início. Geralmente é detectada em indivíduos com mais de 50 anos, mas há casos de crianças que já nascem com a doença por problemas genéticos e hereditários ou ainda causada por infecção ou inflamação que tenha comprometido a mãe e o feto. Outros fatores que podem aumentar o risco de se desenvolver a catarata, incluem: a diabetes, trauma, cirurgia ocular no passado, exposição excessiva à luz do dia ou uso prolongado de medicamentos compostos por esteroides.
 
Diagnóstico
Para determinar se você tem uma catarata, o seu oftalmologista irá rever o seu histórico médico, os sintomas e realizar vários testes e exames.
 
Tratamento da Catarata
A cirurgia deve ser considerada quando a catarata causar diminuição visual que afete as atividades cotidianas. Detectada a catarata, o único tratamento é o cirúrgico. 
A cirurgia pode ser realizada a partir de duas técnicas, a facoemulsificação ou através do laser de femtosegundo, ficando a critério do médico e do paciente escolher a que mais atende suas necessidades.
Durante a cirurgia, que habitualmente é realizada sob anestesia local, a catarata é retirada e substituída por um implante, a lente intraocular. O grau da lente a ser implantada é calculado utilizando-se medidas que incluem o tamanho do olho.  Estas lentes podem compensar a retirada do cristalino, corrigindo a visão à distância, diminuindo a dependência em relação aos óculos. A correção do grau não se limita mais à patologias como hipermetropia ou miopia. Lentes de alta tecnologia (lentes premium), permitem corrigir astigmatismo através das lentes tóricas, e a presbiopia, através das lentes multifocais.
 
Pós-Operatório
Após a cirurgia da catarata, o paciente pode retornar quase que imediatamente às suas atividades, exceto as mais cansativas. Colírios serão receitados conforme orientação do oftalmologista. 
As primeiras 24 horas podem ser desconfortáveis. É necessário que se permaneça em repouso de 24 a 48 horas.
A realização regular das consultas pós-operatórias garante aos pacientes que os resultados obtidos durante o procedimento cirúrgico permaneçam no dia a dia.
O período pós-operatório da cirurgia de catarata geralmente é simples e suportável, mas como em qualquer outra intervenção, o paciente deve manter certo cuidado para garantir uma boa recuperação visual.

 

Compartilhe:

Residência Médica pela Sociedade Beneficente Santa Casa de Misericórdia-CG, Subespecilialização em Córnea e Superfície Ocular pela Fundação Banco de Olhos de Goiás.
Observership no Departamento de Córnea e Cirurgia Refrativa da Universidade da Califórnia-USCF San Francisco.
Doutorado e Pós-Doutorado pela Universidade Federal de Goiás.
Professor Adjunto da Faculdade de Medicina da PUC-Goiás. Membro Diretor da Sociedade Brasileira de Ceratocone.

Comentários